Google+ Followers

terça-feira, 25 de março de 2014

2º SALÃO INTERNACIONAL DE HUMOR DE MANAUS 2014

2º SALÃO INTERNACIONAL DE HUMOR DE MANAUS 2014
INSCRIÇÕES ABERTAS!!

Bolsas de pintura para futuros artistas

Bolsas de pintura para futuros artistas
Jack Cartoon faz de sua carreira algo além da simples divulgação de seus trabalhos

*JOVENS CONSTRUINDO E EXERCENDO CIDADANIA
A Escola e Oficina de Artes Jack’s  Cartoon disponibilizando 40 bolsas para crianças da rede estadual de ensino, que terão chance de participar de oficinas de desenho e pintura com carga horária total de 40h. Frequentando  as quatro horas semanais de aula, ao fim do curso o aluno receberá um certificado reconhecido pela Secretaria Municipal de Cultura ( SEMC ).
Durante as oficinas, Jack afirma que serão utilizadas as técnicas de desenho passo a passo ( desenho feito aos poucos ), vídeo aulas , apostilas , bem como será permitido o acesso por parte do aluno à gibiteca ( um acervo com mais de 20 mil revistas de histórias em quadrinhos ) e à biblioteca, repleta de livros de histórias de arte. O objetivo é ministrar a arte do desenho e pintura não somente através das técnicas mas também embasar os futuros artistas por meio da leitura e conhecimento da história da arte. Jack ressalta a importância deste embasamento teórico, preocupando-se em promover discussões sobre a história das revistas em quadrinho junto aos alunos adolescentes, e com as crianças, a leitura de obras consagradas da literatura infantil, como as de Ziraldo, Monteiro Lobato e Maurício de Souza.
As bolsas são gratuitas, porém restritas a estudantes matriculados na rede pública, com idade entre 6 a 17 anos. Além do certificado de matrícula, Jack diz que o requisito maior é a “vontade de desenhar e o amor pela arte”.

As inscrições, abertas na semana passada ( 11 ), podem ser feitas na sede do Espaço Cultural Ziraldo Alves Pinto e vão até 9 de outubro, um dia antes do início das aulas.
Apesar do número limitado de vagas, o cartunista afirma que caso haja um maior número de interessados, algumas vagas podem ser abertas: “ Se a criança tiver a idade pretendida, o atestado de matrícula em mãos e mais um desenho para a avaliação, nada impede que a matriculemos”, diz.

Projetos
Após o término das aulas, previsto para a primeira semana de dezembro, será feita uma exposição dos melhores trabalhos artísticos feitos que assim vão gradativamente aumentando o acervo do Espaço Cultural.



Em comemoração aos 3 anos da Escola e Oficina de Arte de Jack em dezembro, o cartunista anuncia que mias bolsas serão doadas para as crianças.               

*JOVENS CONSTRUINDO E EXERCENDO CIDADANIA

A Revista Superação Jovem Protagonista Online é um periódico sócio educativo  dirigido à crianças e jovens. A Revista Superação Jovem Protagonista Online tem por missão disseminar e divulgar o conhecimento, ampliando e promovendo o debate acerca de assuntos de interesse da comunidade jovem e da sociedade brasileira.

Amazônia viva: prioridade global

Amazônia viva: prioridade global
*JOVENS CONSTRUINDO E EXERCENDO CIDADANIA
Ilustração: Casso
Maior floresta tropical do mundo, a Amazônia é um imenso estoque de biodiversidade do planeta, com inúmeras espécies animais e vegetais – muitas delas ainda desconhecidas pela humanidade. Um tesouro verde que abriga ainda 20 milhões de pessoas, habitantes de cidades grandes como Manaus e Belém e pequenos vilarejos ribeirinhos.

Para proteger e desenvolver a região amazônica, é preciso encontrar soluções ecológica e economicamente viáveis, que ofereçam prosperidade às populações da floresta bem como como segurança ao meio ambiente.

Um dos principais problemas da Amazônia é sua taxa anual de desmatamento, que atinge milhares de quilômetros quadrados por dia. De 2000 para cá, os índices de desmatamento têm se mantido acima dos 20 mil km2, graças principalmente ao avanço da pecuária e da soja na região.

A proteção da floresta e a busca por soluções para o desenvolvimento da região é uma prioridade global do Greenpeace. Estamos trabalhando por um novo modelo de desenvolvimento para a Amazônia que combine responsabilidade social e proteção ambiental, permitindo a exploração dos recursos da floresta de maneira racional e assim garantindo qualidade de vida para os habitantes da região.


Nessa árdua luta contra a destruição da floresta amazônica, o Greenpeace vem expondo a derrubada inescrupulosa de árvores feita pela indústria madeireira na Amazônia e exigindo das autoridades governamentais instrumentos eficientes de controle e fiscalização. A campanha também visa a educar consumidores, incentivando-os a escolher produtos florestais que tenham origem ecologicamente sustentável, como a madeira certificada pelo FSC (Forest Stewardship Council, ou Conselho de Manejo Florestal).

*JOVENS CONSTRUINDO E EXERCENDO CIDADANIA
A Revista Superação Jovem Protagonista Online é um periódico sócio educativo  dirigido à crianças e jovens. A Revista Superação Jovem Protagonista Online tem por missão disseminar e divulgar o conhecimento, ampliando e promovendo o debate acerca de assuntos de interesse da comunidade jovem e da sociedade brasileira.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

REVISTA AMAZON COMIX GIBI 100% AMAZONENSE

REVISTA AMAZON COMIX GIBI 100% AMAZONENSE
*JOVENS CONSTRUINDO E EXERCENDO CIDADANIA





*JOVENS CONSTRUINDO E EXERCENDO CIDADANIA
A Revista Superação Jovem Protagonista Online é um periódico sócio educativo  dirigido à crianças e jovens. A Revista Superação Jovem Protagonista Online tem por missão disseminar e divulgar o conhecimento, ampliando e promovendo o debate acerca de assuntos de interesse da comunidade jovem e da sociedade brasileira.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

COISAS SIMPLES QUE AS CRIANÇAS PODEM FAZER PARA SALVAR A TERRA


COISAS SIMPLES QUE AS CRIANÇAS PODEM FAZER PARA SALVAR A TERRA

O QUE ESTÁ ACONTECENDO

CHUVA ÁCIDA

Ilustração: Caio Giulliano aluno da Escola de Desenho Jack's Cartoon

Lá no céu
Quando olhamos para cima, vemos as nuvens e o céu azul.
Mas existem outras coisas no céu que não vemos. Algumas delas são prejudiciais à Terra.

O que acontece
Quando as usinas geradoras de energia queimam  carvão para produzir eletricidade e quando os carros queimam gasolina, gases invisíveis são liberados no ar. Alguns desses gases podem se misturar com a água e torna-la ácida, como o suco de limão ou o vinagre.

O que pode acontecer
Ás vezes os gases entram nas nuvens de chuva, onde se misturam com a chuva ou a neve. Depois o ácido cai de volta sobre a terra com a chuva ou a neve. Isso é chamado chuva ácida.

Más notícias
A chuva ácida é extremamente prejudicial ás plantas, aos rios e lagos, e às criaturas que neles vivem. Em alguns lugares ela esta matando as florestas. E polui a água que os animais e as pessoas precisam para beber.

Nossa missão
É muito importante que paremos de causar a chuva ácida. Uma boa maneira é passar a andar menos de carro. E em países como o Brasil é fundamental que os carros sejam equipados com um sistema de filtragem de fumaça como o que é usado nos Estados Unidos, porque a poluição causada pela descarga dos automóveis, ônibus e caminhões aqui é ainda muito maior do que lá. Outra boa maneira é economizar energia. Quanto menos energia usarmos, menos carvão as usinas de energia precisarão queimar.  

Você e sua família podem economizar energia de muitas ,maneiras. Economizar energia significa salvar a Terra. Para descobrir mais coisas sobre o que você pode fazer.      


segunda-feira, 1 de julho de 2013

A juventude e o crime

A juventude e o crime

Mario Ypiranga Neto – Promotor de justiça e membro da AAL


Juventude é alegria. Uma espécie de atmosfera de encontros sucessivos com a alegria. A felicidade que mora no agora. É a vida sem preocupações. A leveza da vida. As condições de vida da juventude indicam o nível de desenvolvimento de um país e permitem-nos fazer um cálculo antecipado da situação futura. Constatar a crescente delinqüência juvenil no Brasil é indicio de que o País não vai bem no que se refere as políticas de segurança publica e sociais. A juventude reflete as possibilidades de um povo.
A onda de criminalidade no País, praticada por jovens, e a violência crescente deixam-me estarrecido. Não há que se raciocinar demais para prever que, nos próximos anos, os delinqüentes serão mais jovens e os crimes, hoje testemunhados, são leves ante a indesejável perspectiva apresentada.
Constata-se atualmente, no entanto, que o Estado Brasileiro repete o erro cometido em relação ao Sistema Criminal tradicional, visto que não possui estrutura adequada para interromper a violência ou reeducar seus autores juvenis.
A educação é o caminho adequado aos jovens para se revestirem dos mais belos princípios morais no enfrentamento da peleja da vida. A humanização do comportamento e a melhor distribuição de renda são fatores decisivos na seleção de cidadãos dignos ou marginais.
Essa juventude precisa de heróis comprometidos publicamente com a historia de seu povo, personagens ricos em justiça, com quem poderiam identificar-se, sentindo-se vitoriosos, impulsionando a seguir e não a romper com as normas da sociedade, e encorajando-os a viver, não a vida tocada pelo medo e pela fome, mas a vida que passa, ao menos remotamente, pela compreensão do mundo.


               

O que fazer para salvar a floresta?

O que fazer para salvar a floresta?

O Brasil precisa adotar imediatamente um programa nacional de combate ao desmatamento na Amazônia, com apoio financeiro da comunidade internacional.


O programa criaria uma força-tarefa interministerial, com a participação de entidades representativas da sociedade civil e dos setores produtivos, para deter o avanço do desmatamento e reduzi-lo a zero.
Entre as medidas necessárias para impedir uma maior destruição da Amazônia, destacamos:
• A implementação dos compromissos nacionais e internacionais assumidos em 1992 durante a Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB);

• A destinação das áreas griladas na região amazônica (que, de acordo com dados das CPI da Grilagem chegam a 100 milhões de hectares, ou 20% da Amazônia Legal) para a criação de áreas de proteção como parques e reservas extrativistas de uso sustentável;

• A implantação das unidades de conservação já aprovadas e que até hoje não saíram do papel;

• Redirecionamento do programa nacional de reforma agrária para áreas já desmatadas;

• Fortalecimento das instituições encarregadas da proteção ambiental como Ibama e secretarias estaduais de Meio Ambiente;

• Adoção de mecanismos fiscais que punam a extração ilegal de madeira e beneficiem exclusivamente a produção de madeira através de manejo florestal sustentável e certificado pelo FSC.

• Fortalecimento institucional e financeiro a projetos de manejo florestal comunitário;

• Expansão dos programas governamentais de combate às queimadas;

• Demarcação de todas as terras indígenas.

Conter a destruição das florestas se tornou uma prioridade mundial, e não apenas um problema brasileiro. Restam hoje, em todo o planeta, apenas 22% da cobertura florestal original. A Europa Ocidental já perdeu 99,7% de suas florestas primárias; a Ásia, 94%; África, 92%; Oceania, 78%; América do Norte, 66%; e América do Sul, 54%. No caso específico da Amazônia brasileira, o desmatamento que era de 1% até 1970 pulou para quase 15% em 1999 – em quase 30 anos, uma área equivalente à França foi desmatada na região. É hora de dar um basta nisso.